quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A nova morada já foi enviada. Se me esqueci de alguém, é natural. Já estava a ficar vesga. Até sempre.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

E pronto, chegou o dia da adiada decisão.

Acabou o Nervos em Frangalhos. Andava a ver se conseguia manter-me por cá mas a verdade é que gosto mais do anonimato e este estaminé já era conhecido por muita gente. Descuido meu, é certo, mas parecendo que não, isso já me estava a castrar um bocado. Portanto, ao fim de quase três anos, vou começar de novo, noutro sítio qualquer. Não sei quando começo, mas quando o fizer, aviso os seguidores todos que tiverem e-mail associado ao perfil e aviso os de sempre, que me aquecem tanto o coração. Esta merda custa tanto como valentes pontapés nas costas mas tem de ser. Acredito que vá ter saudades mas a vida faz-se de mudança e não havia melhor altura para terminar este blogue. Estou feliz, sinto-me realizada, tenho dinheiro, tenho saúde, tenho os meus amigos e a minha família sempre comigo e tenho o meu Adérito. Bem sei que podíamos ser um casal do tipo GI Joe meets GI Jane da brandoa mas não, somos mais Chen meets Cardinali e assim vamos continuar. Gostava muito de vos contar como foi o meu próximo fim de semana, se a minha mãe gostou do Adérito ou não e das unhas que roí com os nervos, mas conto-vos depois, numa nova morada. Vou assim, feliz. E como sempre disse, os fins são, na verdade, os melhores começos. Adios.