segunda-feira, 23 de junho de 2014

Por mais tempo que passe, por mais longos que fiquem os períodos em que nem me lembro que isto existiu, por mais que pareçam pertencer a outra vida os disparates que aqui debitei, a verdade é que ainda há momentos em que sinto saudades de cá vir. De vir e ficar. Limpar a casa e instalar-me novamente, estalar os dedos e escrever.