segunda-feira, 23 de junho de 2014

Por mais tempo que passe, por mais longos que fiquem os períodos em que nem me lembro que isto existiu, por mais que pareçam pertencer a outra vida os disparates que aqui debitei, a verdade é que ainda há momentos em que sinto saudades de cá vir. De vir e ficar. Limpar a casa e instalar-me novamente, estalar os dedos e escrever.

2 comentários:

Didi disse...

Nervosa, deixaste-me na mão?
Não me informaste da tua morada nova :(

Nervosinha disse...

Didi, não deixei nada na mão, que até me segues por lá. Eu é que já não escrevo vai para um ano, deve ser por isso que nem dás por mim :p